Compre online

Browse By

oasis-acustico-mtv-1996

Oasis: o obscuro Unplugged MTV da banda completa 20 anos

Violões bem afinados, um teatro lotado, uma banda no auge do seu sucesso e um repertório repleto de excelentes refrões. Esses elementos unidos normalmente resultariam em um show acústico de grande sucesso. Só que, em 23 de agosto de 1996, o Oasis possuía tudo isso e acabou gravando um dos acústicos menos divulgados da história da MTV. Motivo: o vocalista principal do grupo, em cima da hora, não subiu ao palco para cantar. Há exatos 20 anos, o mundo presenciava a primeira grande briga dos irmãos Gallagher. Pode-se dizer que o mundo conhecia ali o verdadeiro Oasis.

>> Veja também: se limões falassem, diriam que o rock inglês dos anos 90 começou em 1989.

oasis-acustico-mtv-1996

O projeto Unplugged surgiu no final dos anos 80 e rapidamente se transformou no produto de maior sucesso da MTV ao redor do mundo. Até o meio da década seguinte, nomes como Paul McCartney, Eric Clapton e Nirvana já haviam gravado versões acústicas dos seus maiores sucessos e colhido grandes frutos em parceria com a emissora norte-americana.

Em 1996, o Oasis era a bola da vez. Em uma época em que grandes nomes patinavam para reencontrar o sucesso e ídolos incontestáveis como Kurt Cobain saíam de cena por motivos trágicos, o grupo liderado pelos irmãos Gallagher quebrava recordes com o disco (What’s the Story) Morning Glory?, colocando hits como “Wonderwall” e “Don’t Lock Back in Anger” no topo das paradas em todo o planeta.

Interessada no sucesso dos garotos, a MTV desembolsou uma alta quantia para colocá-los como âncoras do MTV Unplugged no dia 23 de agosto de 1996. Ter os dois irmãos mais famosos dos anos 90 em seu principal programa poderia representar o ápice de audiência para a MTV naquele ano. Os deuses do rock, no entanto, desenharam outra história.

Planejado para ser um sucesso, o Acústico MTV do Oasis acabou sendo engavetado e divulgado na internet somente anos depois.

Enquanto centenas de fãs se acotovelavam para garantir espaço no pequeno auditório do Royal Festival Hall London, o camarim do Oasis registrava acontecimentos que jamais seriam completamente esclarecidos ao grande público. Boatos apontam que Liam Gallagher, vocalista do grupo, teria chegado bêbado ao camarim e por isso teria sido impedido de subir ao palco. Outras línguas dizem que o temperamental vocalista tinha aversão a shows acústicos e por isso se recusara a apresentar-se naquela noite. O fato é que a banda subiu ao palco sem o seu vocalista principal, sob o comunicado de que este estaria impossibilitado de cantar vítima de uma laringite. Flagrado em um dos camarotes do teatro pelas câmeras da emissora, Liam fumava e bebia whisky, em uma combinação nada saudável para alguém que está com algum problema na garganta.

Noel Gallagher, habitualmente apenas guitarrista, teria a sua noite de gala. Autor de todas as músicas que seriam tocadas na apresentação, ele na época vivia sob à sombra do irmão mais novo, que também era mais polêmico e mais popular. Sentado no centro do palco, Noel deu voz às canções mais famosas do Oasis em uma gravação que infelizmente não chegou ao grande público.

Talvez preocupada com a baixa popularidade que o programa alcançaria na ausência da principal figura da banda, a MTV engavetou o projeto e limitou a sua exibição a inserções de músicas avulsas ao longo da programação. Até hoje é bem raro encontrar registros desse show. Com algum esforço, dá pra achar alguns vídeos com uma qualidade de imagem bem aquém do que a tecnologia atual permite. Uma pena, porque naquela noite Noel cantou e encantou mostrando uma disposição que Liam jamais seria capaz de repetir.


No auge do seu sucesso, o Oasis, acostumado a brigar com outras bandas, promovia a sua primeira grande briga interna. Em 2009, 13 anos depois, uma briga muito semelhante colocaria fim ao grupo britânico mais influente desde os Beatles. Em 2009, o Oasis já havia vendido mais de 90 milhões de discos e cravado o seu nome de forma definitiva na história da música pop.

Amargurados pela grande oportunidade econômica perdida, os executivos da MTV devem ter comemorado o fim da banda. Mas eles não tinham do que reclamar: nunca um acústico mostrou tão bem a essência de um grupo como aquele gravado em 1996. Afinal, uma briga tensa no camarim seguida de um grande show no palco dizem muito sobre o Oasis e sobre a personalidade exibida pela banda enquanto os irmãos estiveram unidos sem nunca se suportarem. Uma entre tantas histórias onde a boa música contracenou com fatos mais do que peculiares.

E lá se vão 20 anos…