....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... .......................

Browse By

mini-deep-noise

“Eclipse”, guitar bands e uma genealogia da cena noventista de Juiz de Fora (MG)

Pretendendo construir a árvore genealógica da cena de guitar bands de Juiz de Fora, o projeto DATABASE.FM vem resgatando materiais perdidos das primeiras bandas alternativas da cidade. O esforço de pesquisa remonta cenários e sons da década retrasada e (re)apresenta ao ambiente digital diversos grupos que existiram e que desapareceram antes mesmo que as facilidades tecnológicas permitissem o seu registro ou a sua difusão. O centro deste trabalho arqueológico é o grupo Deep Noise, que deu origem a diversos outros projetos na região e que acabou na segunda metade da década de 90.

O clipe acima – lançado hoje – é estrelado pela banda Alles Club, um dos itens da constelação que surgiu no rastro da nebulosa deixada pela Deep Noise. Para quem não entendeu a metáfora, a nebulosa é uma ambiência astronômica que uma estrela mãe cria no espaço pouco antes de desaparecer, e que às vezes oferece condições químicas para que novas estrelas nasçam.

É mais ou menos sobre isto que estamos falando aqui: uma banda de brilho fugaz que esgotou a sua matéria e depois espalhou o restante de sua composição química por uma localidade onde novos corpos foram surgindo com o tempo. A Alles Club é um desses corpos. Mas, antes de nos aprofundarmos no assunto dos astros ou no papo do clipe, vamos cavar um pouco mais fundo.

Uma guitar band na Zona da Mata mineira

A Deep Noise foi uma das bandas referência da cena indie dos anos 90 na Zona da Mata mineira. À época, destacou-se pela sonoridade apresentada em suas primeiras demos, Have Fun! (1992) e Turn The Silence Louder (1994). Registros televisivos da época apresentavam o grupo como detentor de uma estética composta por guitarras “distorcidas e melodias envolventes”. Uma banda eclética que, além de compor, conseguia comportar covers de Beatles e Nirvana sobre o mesmo palco, retratando bem em solo mineiro o período de miscelânea criativa daquele início de década.

É importante salientar que estamos falando de um período onde as gravações ainda não estavam totalmente ao alcance dos meros mortais, o que fazia com que nomes bastante populares das cenas independentes se construíssem em apresentações ao vivo, rodando pelos poucos palcos que já existiam naquele período. Enquanto digeria o grunge e vislumbrava o vulto confuso do shoegaze, a música alternativa do Brasil se construía de maneira bastante oral, raramente deixando para traz registros fonográficos ou mesmo lembranças escritas.

Em 1997 os integrantes da Deep Noise acabaram se separando e dissolvendo o seu material humano em outros projetos, entre eles a barulhenta e nacionalmente conhecida anvil FX e a hoje inativada duplodeck. “Talvez por não estar atrelado a nenhum selo, o nome da Deep Noise desapareceu nos anos 2000 – nem mesmo no Google é possível encontrar informações biográficas, fotos ou ripagens caseiras das demos”, explicou Eduardo Bento em seu texto para o projeto DATABASE.FM.

Um esforço arqueológico, no entanto, conseguiu garimpar alguns registros bem raros. Além de alguns vídeos da época, o selo Pug Records (parceiro da pesquisa) restaurou uma faixa da demo Have Fun!, lançada pela guitar band mineira há 25 anos.

Em paralelo ao esforço de vasculhagem dos arquivos, a nebulosa da Deep Noise continuou em movimento. Quando a duplodeck entrou em hiato em 2013, Mr. Lopes (ex-Deep Noise e ex-duplodeck) criou um projeto que tentaria recriar algumas das faixas que a própria Deep Noise havia deixado para traz em algum lugar dos anos 90. Foi quando surgiu a Alles Club.

E aí voltamos ao início da conversa

AAlles Club nascia em 2016 com o EP 1999, fruto de ensaios e outras tantas ideias vindas direto das lembranças de 20 ou 30 anos atrás. Em 2017, o grupo lançou a faixa “Eclipse” em um maxi single com duas versões demo da mesma canção. Detalhe: a composição da faixa foi iniciada pela Deep Noise na primeira metade dos anos 90. Logo: uma canção que começou a nascer em um canário analógico, se escondeu nos escombros durante a virada do milênio e ressurgiu finalizada em plenos anos 10, chegando finalmente ao formato dos bytes.

A faixa principal do maxi single foi a que deu origem ao clipe que você viu lá no início, produzido por Diego Navarro e Francisco Franco junto ao pessoal do coletivo Inhames, que já trabalhou com nomes como Lê Almeida e Filipe Alvim. O vídeo traz imagens da banda e também de algumas figuras que transitam entre diferentes projetos e épocas.

A história de “Eclipse” é uma das muitas que o DATABASE.FM quer contar recuperando os registros perdidos da cena de guitar bands de Juiz de Fora nos anos 90. O projeto de pesquisa que reúne fitas VHS, zines e sólidos de todo tipo está aberto a colaborações externas de qualquer pessoa que tenha guardado algum material que converse com a temática. As contribuições podem ser enviadas para contato@database.fm. Acompanhe o projeto clicando aqui.