....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... ....................... .......................
Compre online

Browse By

daniel-groove

Daniel Groove: “como diz o poeta, o novo sempre vem”

As letras miúdas do line up são o habitat natural das bandas que estão começando. Ali, se encaixa perfeitamente qualquer qualidade que ainda não tenha ultrapassado os limites do disco de estreia. Mas nem só de bandas novas vive aquela parte do cartaz que você precisa forçar um pouco mais os olhos para conseguir ler de longe. No Lollapalooza 2017, o cearense Daniel Groove é um veterano que usa as letras pequenas para comportar seus mais de 15 anos de estrada. São dois discos e alguns capítulos importantes escritos na história da música independente brasileira. Tudo isso ali, ao alcance de quem vier para cantar os hits dos Strokes.

daniel-groove

Vivendo há mais de 10 anos na cidade de São Paulo, Daniel Saraiva Costa, nome de batismo de Groove, iniciou a sua carreira em Fortaleza, no Ceará, terra onde deu os seus primeiros passos na música com sua ex-banda, O Sonso. De lá até aqui, ele transitou entre participações em festivais importantes e prêmios de renome, com destaque para o prêmio Dynamite de Melhor Álbum de MPB em 2014 com o disco Giramundo e para a indicação como revelação da música nordestina pela plataforma Oi Novo Som.

Ao lado de outra centena de artistas, o cantor e compositor engrossa as estatísticas dos nomes que precisaram sair da sua terra natal para amplificar o alcance do seu trabalho. “Tenho fé que em um momento muito próximo isso não será mais necessário”, comenta o retirante musical que ainda traz traços da cultura cearense mesmo nos seus discos mais recentes. “Com a internet e com todas essas novas linguagens, o caminho até o público tem se encurtado, mas eu não teria conseguido fazer tantas parcerias importantes como as que fiz e venho fazendo se não tivesse passado os últimos 10 anos na cidade de São Paulo”.

Mesmo tendo uma ligação forte com a música cearense e carregando sempre consigo a sua origem, Groove acabou se tornando um cidadão de muitas cidadanias após o lançamento do seu primeiro trabalho solo, já que o disco o levou para diversas regiões do país e o permitiu estreitar relações com o público e a arte de cada lugar onde ele chegava. No meio desse caminho, dividiu o palco com Nação Zumbi, Titãs e Los Hermanos, além de ter estruturado os alicerces de novas parcerias que devem alimentar por muito tempo a sua fonte criativa. Foram cerca de dois anos de agendas divididas entre o estúdio e diferentes palcos pelo Brasil até que o trajeto desembocasse no disco Romance Pra Depois. Com Saulo Duarte, Klaus Sena, João Leão, João Vasconcelos e Victor Bluhm consolidados na banda de Daniel, o segundo disco mal nasceu e já caiu na estrada também, mostrando como a obra de Groove está sempre em movimento até no sentido literal da palavra.

Para o Lollapalooza 2017, a banda chega com um setlist mais encorpado, que transita entre os dois discos da carreira e que carrega um pouco das estradas que ficaram para trás. Uma ótima chance para que Groove chegue em um novo público que ainda não o viu em ação; e uma ótima chance para que um público mais mainstream ouça novas referências e sensibilize os seus ouvidos para novos sotaques.

“Tem uma nova geração muito interessada no que se convencionou chamar Nova MPB, e isso acontece porque de certa forma, em determinado momento, esse tipo de som começou a ser oferecido para as pessoas, através das novas rádios, dos novos festivais, de um novo pensamento. Fica difícil gostar do novo se você não tem acesso a ele, mas como diz o poeta: ‘o novo sempre vem”. Daniel Groove

O festival, seu palco com estrutura não tão comum e a extensa audiência que há em frente ao aço armado são motivos para que Daniel Groove se prepare com afinco? Sim, porque todo palco, independente de seu tamanho merece atenção especial, segundo o artista, para quem a imersão na atmosfera do próximo show é sempre parte importante do trabalho cotidiano.

“A gente sempre tenta imergir em um processo específico para cada apresentação em cada lugar onde vamos. Não podia ser diferente com o Lolla, que, sim, vai ser um dia muito especial. Mas costumo sempre dizer para os meninos: sempre que rola um show dessa magnitude, ou um prêmio, ou uma indicação, devemos nos concentrar como se fosse mais um dia de trabalho. Porque, na verdade, é assim que é. É assim e é para isso que a gente vive”. Daniel Groove

Com palavras de quem não se intimida com o tamanho da plateia e com obra o suficiente para fazer um grande show, Daniel Groove pode ser considerado um dos artistas de maior bagagem entre os nomes que formam a parte brasileira independente no line up do Lollapalooza Brasil 2017. Um cantor, compositor e instrumentista que saiu de sua terra natal para tentar a sorte na capital paulista, com a ideia de chegar mais longe com a sua carreira e alcançar novos ares para a música que produzia. De 2008 até 2017, não só teve sorte como teve também uma boa dose de competência. Acumulou histórias que talvez ele não conte no grande palco onde subirá, e acumulou também algumas rugas que quem estiver bem perto vai conseguir ver e ouvir através da música que sairá dos alto-falantes.

Os ingressos para assistir ao show de Groove e de muitos outros artistas estão disponíveis neste link. Para conhecer melhor os dois discos de Daniel, é só dar um play na playlist que montamos, logo aqui abaixo.